Uma frase dita há muitos anos por Chacrinha não perde a validade: “Quem não se comunica, se trumbica”. Por que eu estou falando disso agora? Para chamar sua atenção sobre a importância de investir em uma boa comunicação interna e em ações de endomarketing.

As duas estratégias podem ajudar sua empresa a não se complicar e se dar mal nos negócios. Mas, afinal, você sabe a diferença entre a comunicação interna e o endomarketing? E como uma pode influenciar o sucesso da outra?

Neste post, vou ajudar você a colocar as duas estratégias em prática de forma simples e com foco nos resultados a curto e longo prazo. Não perca esta leitura! Vou explicar os pontos principais e oferecer dicas de ações de endomarketing que podem ser relevantes para sua empresa. Aproveite!

Qual é a diferença entre comunicação interna e endomarketing?

Embora estejam diretamente relacionados, esses são termos diferentes. A comunicação interna abrange a comunicação sobre os mais diferentes assuntos que acontecem no ambiente organizacional e que contribuem para os processos da empresa.

Por exemplo, a comunicação interna pode envolver a divulgação de novas regras para concessão de benefícios e a forma como o processo de expansão da empresa está sendo colocada em prática.

Os gestores podem usar vários canais de comunicação para manter um diálogo frequente e transparente com os funcionários da empresa, como TV corporativa, revista de circulação interna e newsletter.

Enquanto a comunicação interna refere-se à comunicação institucional da empresa de forma mais geral, o endomarketing é o marketing interno. O objetivo do endomarketing é trabalhar a motivação dos funcionários.

Com essa estratégia, a empresa espera engajar, treinar e oferecer benefícios aos funcionários para que eles “vistam a camisa” e queiram, cada vez mais, pertencer ao time.

Pode-se dizer que as ações de endomarketing contribuem com a comunicação interna da empresa como um todo, afinal, funcionários engajados estão mais abertos ao diálogo franco e transparente com a equipe de gestão, concorda?

Por essa razão, o endomarketing pode ser uma parte crucial dos objetivos de uma empresa com a comunicação interna. Trabalhe um para ter sucesso com o outro!

Como aprimorar a comunicação interna? Conheça 10 ações de endomarketing!

Definida a diferença entre endomarketing e comunicação interna, selecionei algumas dicas fundamentais para elevar a qualidade da comunicação da sua empresa. Confira!

1. Conheça seu time a fundo

As mesmas estratégias de vendas para os clientes devem ser observadas quando o assunto é endomarketing: você precisa conhecer bem seus colaboradores para propor as melhores estratégias de engajamento e retenção de talentos.

Investir no People Analytics, por exemplo, é uma boa estratégia para conhecer seu público. Esse é o conjunto de esforços que o departamento de Recursos Humanos faz para colher e analisar dados sobre os funcionários da empresa.

A partir de dados coletados em banco de dados, pesquisas internas, redes sociais e outras fontes, os gestores e a equipe de RH podem descobrir tendências, interesses dos funcionários, lacunas e problemas da sua equipe. Ferramentas de automação são usadas nesse processo de coleta e cruzamento de dados.

Com o People Analytics, fica mais fácil tomar decisões com embasamento para reter os talentos da empresa e aumentar o desempenho da equipe.

2. Reconheça e comemore bons resultados

Não é só da remuneração que se sustenta a satisfação dos funcionários. Sem incentivos mais atraentes, há o risco de o profissional desanimar e acabar não cumprindo as metas da sua produção.

Com a falta de reconhecimento pelo trabalho realizado, a diminuição da produtividade, a falta de motivação para bater metas, o absenteísmo e o aumento da rotatividade são algumas das consequências negativas.

E o reconhecimento nem sempre é material, ok? Um elogio pelo bom comportamento e pela evolução no desempenho, por exemplo, são ações simples, mas que podem gerar uma sensação de recompensa extremamente gratificante.

Homenagens aos colaboradores de destaque também podem fazer parte dessas ações, como homenagear o trabalhador mais antigo da empresa, o funcionário do mês ou alguém que desempenhou um papel de protagonista no alcance de bons resultados.

3. Ofereça benefícios flexíveis aos funcionários

Os benefícios flexíveis são oferecidos de acordo com a preferência da equipe. A ideia é permitir que os funcionários consigam personalizar seu pacote de acordo com os benefícios que são mais interessantes para suas necessidades. É uma chance de diversificar os itens oferecidos e melhorar a satisfação do funcionário com a empresa.

Porém, é importante que o departamento de Recursos Humanos faça a seleção dos benefícios flexíveis com base em dados atualizados sobre o interesse e as necessidades dos funcionários da empresa. Sem essa pesquisa prévia, há o risco de os benefícios não terem a adesão esperada e a empresa gastar recursos à toa.

Veja uma lista de benefícios flexíveis que podem aumentar o engajamento dos funcionários.

  • plano de saúde;
  • plano odontológico;
  • auxílio-creche;
  • vale cultura;
  • vale-alimentação;
  • vale farmácia;
  • vale combustível;
  • vale estacionamento;
  • bolsa de estudo.

Para modernizar ainda mais o plano de benefícios da sua empresa, você tem a opção de usar cartões de benefícios, que oferecem várias opções em um único item.

4. Incentive o treinamento e desenvolvimento pessoal

Uma empresa que cresce de forma constante não depende apenas de uma boa administração, mas principalmente de uma equipe qualificada. Um time de funcionários com vontade de aprender e evoluir é a força motriz de qualquer empresa de sucesso.

A boa notícia é que existem várias maneiras de incentivar o treinamento e o desenvolvimento pessoal dos funcionários. Coaching e mentorias, bolsas de estudo, treinamentos à distância e oficinas são alguns exemplos.

5 Proporcione um plano de carreira estruturado

Quanto um funcionário é contratado, ele sabe o caminho que pode percorrer dentro da sua empresa? E o que precisa fazer para alcançar cada posição na hierarquia? Se a resposta para essas perguntas for não, chegou a hora de criar um plano de carreira estruturado para cada um dos integrantes da sua equipe.

O plano de carreira é uma estrutura que explica a jornada do colaborador, ou seja, as possibilidades de crescimento que o profissional tem na empresa. Nele, estão as habilidades e competências necessárias para que um funcionário entenda os níveis hierárquicos de cada posição e como alcançá-los.

Essa estratégia pressupõe que a empresa tenha um mapeamento dos cargos desempenhos nas suas atividades internas, além das responsabilidades e competências dos profissionais.

6. Estimule a competição saudável

A palavra competição é muito usada para se referir a disputas em que apenas um precisa sair ganhando e provar sua superioridade. Mas esse não é necessariamente o único sentido da palavra competição. Existe uma tendência natural para a competitividade que, quando é incentivada de forma equilibrada, leva as pessoas à superação dos seus próprios limites.

Diferente da ideia de que apenas um deve sair ganhando, o foco em superar os próprios limites é a essência de uma competição saudável. Afinal, superar os próprios limites fica mais fácil quando você não está só e pode contar com a ajuda de uma equipe inteira.

É nesse sentido que as empresas podem promover, simultaneamente, a competição e a cooperação entre os funcionários.

Uma forma inovadora de estimular a competição saudável na empresa é estruturando os processos internos com a gamificação. Essa estratégia consiste em aplicar no trabalho conceitos de jogos como rankings, etapas, recompensas e um sistema de pontuação.

7. Invista em periódicos impressos e virtuais

Para ter uma comunicação eficiente e transparente é necessário tornar as informações do dia a dia da empresa acessíveis a todos. Por isso, uma boa medida é investir tanto na comunicação via e-mail, intranet ou canais online, mas também em formatos impressos. Assim, o alcance do que precisa ser passado ao time será muito maior.

8. Oriente os líderes para serem sempre acessíveis

No dia a dia na empresa, é muito frustrante quando os colaboradores precisam de auxílio de seus gestores, mas nunca têm acesso a eles, seja de forma presencial ou online. Isso dificulta a tomada de decisão das atividades diárias, desestimula o funcionário a procurar ajuda e impacta o fluxo de atividades.

9. Defina e deixe claro quais são os objetivos da empresa (ou de cada setor)

Quando a empresa tem metas definidas e elas passam a ser de conhecimento dos colaboradores, torna-se muito mais fácil motivá-los em busca desses objetivos. Também é uma forma de transmitir o respeito, a atenção e o reconhecimento que a organização tem pelo seu time.

10. Aposte em pesquisas de satisfação interna

Quem não gostaria de trabalhar em uma empresa que considera a opinião dos funcionários para tomar decisões estratégicas e apostar em melhorias?

O resultado obtido com uma pesquisa de satisfação interna permite que os gestores e o RH analisem a avaliação dos funcionários em relação às instalações da empresa, os equipamentos disponíveis, a carga horária de trabalho, os benefícios corporativos e até fatores ligados à saúde mental, como possíveis assédios ou pressões para bater metas.

Todos esses fatores ajudam a medir a qualidade do clima organizacional. Sem falar que a pesquisa interna também é uma forma de mostrar aos funcionários que a empresa se importa com eles e está disposta a criar um ambiente de trabalho agradável para todos.

Para aplicar a pesquisa, fique atento para saber se existe algum problema ou tema específico que deve ser abordado de forma mais evidente no processo.

Para finalizar, entenda que quando a empresa não tem a devida atenção à comunicação interna e às ações de endomarketing, todos os processos são prejudicados, os colaboradores perdem a motivação e isso, certamente, impacta o clima organizacional e reflete nas receitas e no lucro da companhia. Invista nessas dicas e perceba a mudança!

Quer receber mais dicas para aprimorar as atividades de gestão de pessoas na sua empresa? Assine a newsletter da Eucard e receba nossas novidades no seu e-mail!