Ajuda de custo CLT no home office: quando e como fazer?

Ajuda de custo CLT no home office: quando e como fazer?

A adoção do modelo home office se tornou uma das grandes tendências corporativas atuais e promete se tornar regra em diversos setores. Nesse novo mundo de trabalho, é normal que os gestores fiquem na dúvida sobre como deve acontecer a ajuda de custo CLT.

De maneira geral, os funcionários que trabalham no home office CLT contam com os mesmos direitos de todos os demais funcionários de uma empresa. O artigo 6 da Consolidação das Leis Trabalhistas determina que um contrato de trabalho CLT é o mesmo com a atividade profissional realizada de maneira convencional ou teletrabalho.

A semelhança inclui as responsabilidades legais e financeiras do modelo home office. Para ajudar você com essa questão, vamos esclarecer algumas dúvidas neste artigo. Acompanhe!

Quais são as obrigações da empresa com o home office CLT?

A CLT determina que a empresa deve arcar com as despesas que garantem o desempenho da atividade profissional do funcionário. A ajuda de custos CLT no home office envolve todos os gastos extras em função da atividade que o colaborador exerce na empresa.

Quanto a isso, a lei não impõe diretrizes rígidas em relação às questões que envolvem custos específicos. O objetivo é deixar a negociação mais flexível quanto aos gastos com infraestrutura para profissionais e empresas.

Mas o contrato de trabalho no modelo home office sob o regime CLT deve formalizar a negociação entre as partes. O documento deve especificar quais despesas serão responsabilidade da empresa e quais serão do empregado. Além disso, o contrato deve esclarecer quais, dentre as responsabilidades do empregado, são reembolsáveis.

Por essa razão, é importante que os gestores definam uma política de reembolso de custos para manter esse processo respaldado legalmente. Os custos que não podem ser submetidos a uma mensuração direta, como contas de energia e água, ficam sob responsabilidade exclusiva do empregado.

Como fazer a ajuda de custos CLT?

Além de fazer uma política de reembolsos, veja, logo abaixo, o que pode ser colocado no contrato.

Benefícios flexíveis

Incentivo a cursos e estudos, apoio psicológico para cuidar da saúde mental e vale-cultura são alguns exemplos de benefícios flexíveis oferecidos pela empresa de acordo com as necessidades manifestadas pelos funcionários com o home office.

Para começar a inovação na política de benefícios corporativos da sua empresa, você pode aproveitar o momento para investir em cartões de benefícios personalizados. Dessa forma, sua empresa consegue garantir os melhores serviços com praticidade e agilidade.

Home office ergonômico

É importante que o ambiente de trabalho dos funcionários seja ergonomicamente configurado para garantir o máximo de conforto e produtividade, seja nas instalações da empresa, seja no escritório de casa. Então, acompanhe boas recomendações para garantir a ergonomia no home office.

Todos sabem que uma boa infraestrutura é o aspecto essencial de um trabalho bem-feito. Então, para ajudar os funcionários no modelo home office, é preciso, em primeiro lugar, de empatia e criatividade. Ir além do convencional, preocupando-se com a saúde física e mental dos colaboradores, é um grande diferencial na ajuda de custos CLT no home office.

Gostou do conteúdo? Aproveite para assinar a newsletter da Eucard e começar a receber nossas dicas e novidades exclusivas sobre gestão de empresas e benefícios corporativos.