A baixa produtividade do funcionário pode afetar tanto o processo produtivo da empresa quanto o ambiente organizacional. Isso porque, quando a equipe não consegue entregar as demandas no prazo adequado, por exemplo, pode haver frustrações entre os gestores e os clientes externos, além de afetar a lucratividade da empresa. Por isso, é importante ficar atento às causas da baixa produtividade e ao que é possível ser feito para combater esse problema.

Quer entender melhor sobre a baixa produtividade dos colaboradores? Então, continue a leitura do artigo que preparei para você! Vamos lá?

Quais as 4 principais causas de baixa produtividade?

Descobrir o que acarreta a baixa produtividade é fundamental para que você identifique o problema de forma mais rápida na empresa. Então, para saber quais são as quatro principais causas que levam a uma baixa produtividade dos funcionários, confira os tópicos a seguir!

1. Inadequação de função

Quando um profissional é encarregado para desempenhar uma função que não é compatível com suas habilidades, é muito provável que ele tenha uma baixa produtividade em suas atividades. Isso pode acontecer por diferentes motivos, como: a pessoa não se sentir capaz de desenvolver determinada tarefa, conflitos de interesse entre o seu perfil profissional e a função que foi encarregado para desenvolver, entre outros.

Por isso, não tente colocar um cargo diferente do perfil profissional do colaborador, pois pode trazer prejuízos tanto para a empresa quanto para o funcionário. O ideal é conversar com a pessoa para entender melhor quais são suas competências técnicas e comportamentais, verificando se elas estão alinhadas com os objetivos da empresa e as atividades que devem ser desenvolvidas no local de trabalho.

2. Desgaste físico e emocional

O desgaste físico e emocional é outro ponto que tende a levar à baixa produtividade da equipe. Isso geralmente acontece quando há uma sobrecarga de trabalho, ou seja, quando o gestor entrega ao funcionário mais demandas do que ele pode desenvolver ao longo do dia a dia.

Outro ponto que também costuma levar a esse desgaste é o excesso de reclamações tanto por parte dos clientes externos quanto por parte da chefia. Se o colaborador não se sentir à vontade para desenvolver suas atividades diárias, provavelmente ele vai se sentir cansado e esgotado física e mentalmente, visto que as reclamações constantes costumam afetar diretamente a saúde de um indivíduo.

3. Treinamento inadequado

Quando um profissional chega a uma empresa, ele precisa se ambientar com o local de trabalho, com a rotina de suas atividades e os demais profissionais que trabalham no empreendimento. Por isso, assim que um colaborador é contratado, é importante que a companhia faça um treinamento de forma adequada, para que ele se ambiente no seu novo emprego.

Contudo, quando o treinamento é feito de forma inadequada, é comum que o funcionário fique desmotivado com a empresa, pois ele se sentirá perdido em sua função, por exemplo. A partir disso, pode ser notada uma queda de interesse do profissional com suas atividades, o que leva à baixa produtividade.

4. Ambiente desfavorável

Sabe quando uma pessoa precisa desenvolver uma atividade que requer uma maior concentração e, mesmo assim, ela é colocada para trabalhar em um ambiente com muitos ruídos? Isso é um exemplo de ambiente desfavorável que tende a diminuir drasticamente a produtividade de um profissional.

Além disso, outros fatores também podem deixar o ambiente desfavorável para se trabalhar, como:

  • falta de equipamentos adequados;
  • local não higienizado corretamente;
  • conversas paralelas durante a execução das demandas;
  • pressões constantes por entrega de resultados, entre outros.

Como resolver a baixa produtividade dos colaboradores?

Agora que você já sabe quais são as principais causas da baixa produtividade dos seus colaboradores, é preciso entender como resolver esse problema da melhor forma possível. Para isso, confira os tópicos a seguir!

Ofereça benefícios corporativos

Oferecer benefícios corporativos é uma excelente forma de fazer com que as pessoas se sintam cada vez mais motivadas a desempenharem suas demandas com excelência. Isso porque os colaboradores vão perceber que estão em uma empresa que valoriza o profissional.

Por isso, é importante pensar em benefícios que sejam realmente vantajosos para as pessoas que o adquirem. Uma boa opção é substituir o refeitório na empresa por cartão de vale-refeição e vale-alimentação. Assim, os funcionários vão poder fazer suas refeições no local de sua preferência, da mesma forma que podem optar por comprar os mantimentos no supermercado e levar o almoço em casa para o local de trabalho.

Outros benefícios também podem ser levados em conta nesse momento. Entre eles:

  • vale-farmácia e vale-combustível;
  • descontos em universidades;
  • bônus por meta atingida;
  • parcerias com academias, entre outros.

Invista em equipamentos de qualidade

Investir em equipamento de qualidade é indispensável para quem não quer ter baixa produtividade profissional na empresa. Isso porque, quando os colaboradores têm acesso às ferramentas de trabalho que otimizam suas demandas diárias e que não ficam travando constantemente, é possível executar as tarefas de forma mais rápida e eficaz.

Melhore a comunicação interna

Ter uma boa comunicação interna com a equipe é outro fator que influencia na produtividade da equipe, pois quando as pessoas trabalham em uma organização que tem respeito e empatia pelos profissionais, todas as atividades conseguem ser desempenhadas com mais eficácia.

Por isso, é importante manter um bom diálogo com todos os colaboradores que fazem parte do empreendimento. Além disso, sempre que possível, o líder deve chamar cada funcionário para conversar e dizer como está sendo seu desempenho. Esse feedback deve ser feito de forma construtiva, assim, servirá tanto para melhorar as relações interpessoais, quanto para otimizar as demandas que são executadas no dia a dia da empresa.

Entender as principais causas da baixa produtividade é indispensável para conseguir alcançar os objetivos organizacionais e aumentar o engajamento da equipe com suas demandas. Mas, para que isso seja possível, também é preciso tomar algumas ações dentro da companhia que evitem esse problema, como as que citamos ao longo do artigo: oferecer benefícios corporativos, investir em equipamentos de qualidade e melhorar a comunicação interna.

E você, o que tem feito para aumentar a produtividade dos seus colaboradores? Deixe o seu comentário abaixo!