Ainda que fornecer vale-alimentação para os colaboradores não seja uma obrigação prevista em lei, esse tipo de benefício é muito importante para valorizar o profissional, incentivá-lo a ser mais produtivo e criar um ambiente de trabalho mais saudável. E isso vale para clínicas médicas! Se você tem uma equipe, aderir ao cartão-alimentação é uma ótima alternativa para garantir a retenção de talentos. Mas, como você pode escolher a melhor opção dentre tantas? Veja, a seguir, algumas dicas úteis!

Rede de atendimento ao redor da clínica

A primeira dica é pesquisar quais são os estabelecimentos que existem na cidade e quais são as bandeiras de cartão-alimentação aceitas. Nesse tipo de benefício, não é necessário se limitar aos espaços localizados nas proximidades da clínica, porque normalmente ele é usado em supermercados. O intuito do cartão-alimentação, diferente do refeição, é que o funcionário compre os alimentos para preparar em casa. Por isso, certifique-se de que os supermercados da cidade aceitam essa forma de pagamento.

Consulte as taxas

Muitas empresas que fornecem cartão-alimentação cobram taxas altas que acabam sendo pagas pela sua clínica. Fique de olho! Dê preferência para as que não cobram valores abusivos ou que não tenham esse tipo de taxa. Assim, você oferece o benefício e economiza.

Inclusive, é importante saber que esse tipo de benefício pode ser deduzido do imposto de renda da clínica. Inclusive, aqui em nosso site, você pode fazer uma simulação para saber o quanto poderá economizar, ao mesmo tempo em que valoriza a sua equipe e melhora a qualidade de vida dos seus colaboradores, o que é muito importante em uma clínica médica.

Cadastro no PAT

Certifique-se de que o cartão alimentação escolhido vem de uma empresa cadastrada no PAT – Programa de Alimentação do Trabalhador, que foi instituído no início dos anos 90 com o objetivo de melhorar a nutrição dos trabalhadores brasileiros. Se a provedora do benefício for vinculada ao programa, ela já é mais confiável, tem credibilidade e isso ainda vai facilitar o abatimento no imposto de renda.

Verifique se a realidade da sua clínica pode ser atendida

Quantos colaboradores você tem em sua clínica? Qual é o porte? Características diferentes geram demandas diferentes, por isso, uma dica importante é conferir se a empresa escolhida para fornecer o cartão atende às suas necessidades da forma esperada.

Inclusive, por falar em características próprias, o valor do benefício deve seguir essa mesma regra: chegue a um denominador comum que concilie o seu orçamento com algo que seja razoável para o profissional, que ele tenha poder de compra suficiente para adquirir os alimentos da cesta básica.

Além de tudo isso, outro fator a levar em consideração é o atendimento prestado pela empresa. Afinal, caso ocorra qualquer problema, é importante que o RH da clínica tenha todo o suporte necessário para solucionar.

Quer saber mais sobre a nossa solução em cartão-alimentação para a sua clínica? Então, não deixe de entrar em contato conosco. Nós teremos o maior prazer em detalhar todos os benefícios para você e para os seus colaboradores!