You are currently viewing Como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa?

Como melhorar o fluxo de caixa de uma empresa?

Não basta monitorar as entradas e as saídas de dinheiro de uma empresa. Para preservar ou cultivar a sua tranquilidade é importante tomar certos cuidados, buscando também o melhor para todos os envolvidos com o negócio. Por esse motivo, no post de hoje eu decidi falar sobre como melhorar o fluxo de caixa de um empreendimento!

Esse fluxo trata-se, basicamente, das movimentações financeiras ocorridas na empresa. Elas precisam de uma boa gestão, que compreenda o seu funcionamento e tenha um controle adequado. Não se trata de valorizar o dinheiro acima de tudo, descuidando da qualidade, dos clientes ou funcionários. A questão é saber como conduzir esse fator tão relevante. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Qual é a melhor forma de fazer fluxo de caixa?

Essa atividade tem influência no equilíbrio do negócio como um todo, sendo parte fundamental da sua gestão financeira. Falando de modo geral, sem um controle adequado das despesas e receitas, fica muito mais fácil se perder em meio aos desafios que o mercado apresenta, prejudicando o empreendimento e todos os envolvidos.

Isso pode parecer óbvio, mas é necessário se lembrar dessa importância. O controle vai muito além de registrar tudo que entra e sai do caixa ou do orçamento. A melhor forma de realizá-lo inclui entendê-lo mais profundamente e realizar as devidas ações a seu respeito.

Como cuidar do seu fluxo de caixa?

Para ajudar com o seu fluxo de caixa, vou apresentar, a seguir, algumas dicas para esse cuidado. Confira!

Elabore um bom planejamento

Sem um bom planejamento financeiro, um negócio fica muito mais suscetível a prejuízos. Essa prática ajuda a pensar nos próximos passos e cuidar de todos os aspectos de uma empresa, com maior clareza e segurança. É essencial realizá-la com atenção.

O fluxo de caixa também deve ter um plano de curto, médio e longo prazo. Leve em conta as despesas regulares e outras dívidas, buscando organizar os gastos, e faça estimativas de seus ganhos e receitas, considerando o momento econômico do mercado, as condições da empresa e outros aspectos, como sazonalidade.

Esses são apenas alguns exemplos de passos, de forma bem resumida. Esses e outros dados devem ser consideradas para toda ação, inclusive para traçar metas de forma mais consciente.

Faça análises detalhadas

Os detalhes podem fazer toda a diferença no planejamento e no controle do fluxo de caixa. Não basta sempre considerar apenas a soma das despesas fixas, por exemplo: é importante saber quanto está sendo gasto com cada uma delas. É necessário saber o valor de cada coisa e de onde vem cada despesa e ganho, pois isso ajuda a tomar decisões e identificar eventuais pontos de melhoria.

Faça registros e análises regularmente

O fluxo de caixa deve ser acompanhado de perto. Tudo deve ser registrado adequadamente: os gastos e ganhos de todos os dias, se as compras e vendas já foram pagas ou foram feitas a prazo, se houve empréstimos, faturamentos, entre outros fatores.

É importante fazer revisões e análises regulares. Além desse acompanhamento diário, defina datas para uma checagem mais aprofundada. Pode ser quinzenalmente ou mensalmente, por exemplo, ou a qualquer momento, caso haja necessidade. Os planos, metas e ações podem ser ajustados.

Tome cuidados importantes

Existem outros cuidados relevantes para um bom fluxo de caixa. É importante, por exemplo, construir uma boa relação com fornecedores e clientes, realizando análises de crédito destes. Seja cauteloso caso decida por algum empréstimo para não gerar maiores dores de cabeça. Pesquisar sobre qualidade e confiabilidade é uma atitude necessária. Uma boa gestão de estoque também é fundamental.

Considere um cartão de benefícios

O controle do fluxo de caixa deve ser feito sem descuidar da atenção com seus colaboradores. Eles precisam de qualidade de vida no trabalho e condições adequadas, inclusive nos benefícios, que devem corresponder ao seu perfil e necessidades.

Nesse sentido, utilizar cartões para certos serviços, como alimentação e combustível, pode ser uma alternativa interessante. O caixa será movimentado diretamente apenas para pagar a empresa fornecedora, que disponibilizará o crédito.

Bom, essas foram algumas dicas de como melhorar o fluxo de caixa da sua empresa. Espero ter ajudado!

O que achou do post? Para saber mais sobre os cartões de benefícios da Eucard é só entrar em contato!