A pandemia trouxe muitos desafios para os empresários, uma delas foi a necessidade de cortar gastos na empresa, visando otimizar a estrutura e manter a saúde financeira do negócio. Independentemente do porte, ramo de atuação e estrutura de benefícios oferecida, os gestores precisaram focar suas ações em estratégias de corte de gastos.

Mas como lidar com essa situação? De que maneira é possível cortar gastos sem trazer prejuízos operacionais? E como manter o quadro de colaboradores completo diante de um cenário de crise? Será que a demissão é o melhor caminho?

Neste artigo, selecionei algumas dicas simples e práticas de como cortar gastos sem precisar realizar demissões, além de trazer alternativas interessantes também para o pós-pandemia. Acompanhe e descubra!

Mapeie todos os gastos do negócio

Antes de começar a cortar gastos, o empresário precisa ter clareza com relação às finanças da empresa. Por isso, a primeira dica é fazer um mapeamento completo dos gastos organizacionais. Assim, liste todos os gastos da empresa nos últimos meses, desde os fixos até os variáveis.

Para te ajudar a identificar, separei uma lista com algumas das despesas mais comuns das empresas:

  • aluguel;
  • condomínio;
  • energia elétrica;
  • recursos humanos;
  • pró-labore;
  • gastos com contratações e desligamentos;
  • limpeza;
  • produtos de limpeza;
  • materiais de escritório;
  • internet; e,
  • manutenção de máquinas e equipamentos.

Perceba que boa parte dessas despesas é fundamental para o funcionamento do negócio, entretanto, algumas delas podem ser revisitadas, com o objetivo de reduzir a conta no final do mês.

O gestor pode, por exemplo, buscar alternativas para redução de despesas com energia elétrica, trocar o plano de internet, reduzir gastos com produtos de limpeza e materiais de escritório.

Além disso, de tempos em tempos é fundamental verificar os gastos com manutenção de computadores e outros equipamentos. Em alguns casos, a necessidade de manutenção frequente demanda uma avaliação acerca da eventual necessidade de compra de novos equipamentos.

Manter os gastos sempre mapeados traz mais segurança para o negócio e permite a adoção de estratégias adequadas mesmo quando a empresa tem suas receitas drasticamente reduzidas.

Faça um planejamento tributário

O planejamento tributário é um mecanismo utilizado por algumas empresas que desejam reduzir os custos com impostos e outros tributos. Por meio da assessoria de um profissional especializado no assunto, que realiza um estudo prévio acerca da organização, é possível reduzir as despesas com tributos.

Vale destacar que o planejamento tributário é uma ferramenta lícita que não pode ser confundida com uma sonegação fiscal, já que é feita respeitando a legislação tributária, contábil e fiscal.

Inclusive, em muitas situações os advogados tributaristas propõem o ingresso com Processo Administrativo Tributário (PAT Tributário), como estratégia de resolução administrativa de eventuais impasses ou inadequações na cobrança de tributos.

Invista no bem-estar dos seus colaboradores

Pode parecer um contrassenso falar em investimento em um momento de crise, porém, o gestor precisa ter em mente que o grande capital da sua empresa são os seus colaboradores — capital humano.

Dessa forma, funcionários engajados com a empresa são mais produtivos e criam um ambiente favorável para o crescimento da marca. Investir na qualidade do ambiente de trabalho e na satisfação do capital humano vai ajudar no crescimento, aumentando os lucros e contribuindo para a proteção da empresa, mesmo diante de um cenário de crise.

Como você pode ver, há diversas formas de cortar gastos. O desligamento de funcionários acaba não sendo a melhor solução pois, além de trazer custos adicionais, implica na redução da força de trabalho e pode afetar a produtividade e engajamento dos colaboradores.

Com um corte de custos de despesas desnecessárias e o investimento em um bom planejamento tributário, a empresa tem condições de manter suas operações de forma eficiente e sem afetar a qualidade do trabalho desenvolvido pelo seu time.

Agora que você já sabe como cortar gastos na empresa, que tal aprofundar o seu conhecimento sobre gestão? Então, aproveite para conferir este guia completo para fazer pesquisa de satisfação interna na empresa e aplique no seu negócio!