Você sabe como fazer a implantação de benefícios flexíveis em seu negócio? Hoje, os benefícios flexíveis têm se mostrado uma das principais tendências para as empresas. Essa flexibilização é a oportunidade para que o colaborador possa escolher qual será o benefício que ele terá dentro de algumas opções preestabelecidas, de modo que tenha mais autonomia.

Nas empresas, há pessoas de diferentes estilos de vida e objetivos de carreira. Oferecer um diferencial de licença maternidade ou paternidade estendida, por exemplo, pode ser muito vantajoso para quem deseja ter filhos, mas não impacta em nada aqueles que nem sequer cogitam essa possibilidade. Nesse sentido, a flexibilidade vem como uma forma de abranger todas as pessoas da organização, o que contribui para a sua satisfação, engajamento, qualidade de vida e motivação na empresa.

No entanto, uma das dúvidas mais comuns está relacionada à implantação. Continue a leitura e tire suas dúvidas!

Aplique a pesquisa de clima organizacional

Inicialmente, indica-se que a sua empresa tenha um diagnóstico sobre o que os seus colaboradores pensam a respeito de diferentes políticas da organização. Clima organizacional, nesse sentido, é a percepção de profissionais em relação às políticas, práticas e processos do negócio. Com o objetivo de identificar como está o clima da empresa, é indicado que se aplique a pesquisa de clima, que trará o diagnóstico sobre os mais diferentes aspectos da experiência do colaborador.

Porém, a pesquisa por si só trará apenas uma ideia para a equipe. O próximo passo é aplicar um plano de ação e identificar como ele impacta no clima e nos resultados do negócio. Nesse sentido, por meio desse instrumento, há a possibilidade de identificar como os profissionais enxergam a política de benefícios, quais são as melhorias que podem ser implementadas e o que ainda falta para a empresa atingir um patamar considerado ideal.

A pesquisa é dividida em diferentes temas. Neles, há a oportunidade de entender como eles consideram a infraestrutura da empresa, se há interesse na flexibilidade de horários, se eles estão satisfeitos com alguns dos benefícios mais tradicionais (vale-refeição, por exemplo), entre outros pontos que vão nortear bastante o entendimento de seu time.

Conheça o perfil de seu colaborador

Fazer benchmarking é importante para entender como a política de benefícios é implementada em outras organizações. No entanto, de nada adianta esse processo se você não conhece o perfil das pessoas colaboradoras em seu negócio.

Se a empresa é formada majoritariamente por jovens entre 20 e 25 anos, por exemplo, a política de benefícios será completamente diferente de uma empresa mais tradicional cujos profissionais tenham mais de 40 anos.

Por essa razão, com o objetivo de identificar as particularidades de seu negócio, aplique um censo em toda a empresa e identifique as principais características. Essas informações, aliadas ao diagnóstico obtido na pesquisa de clima, permitirão que tenha uma estratégia mais voltada para o que de fato seus profissionais esperam e tenham interesse.

Monte um pacote de benefícios

Depois que você fizer a pesquisa e identificar o perfil de seus colaboradores, chegou o momento de montar um pacote de benefícios. Nesse momento, é importante considerar quais são as opções preferidas dos colaboradores para elaborar pacotes que atendam às expectativas.

Nessa etapa, um dos principais desafios não está necessariamente em montar esse pacote, mas, sim, de elaborar um “combo” de benefícios que, mesmo que sejam diferentes entre si, tenham valores similares. Justamente por isso, o mais indicado é que busque por soluções existentes no mercado nas quais há a possibilidade de disponibilizar um valor para que o profissional possa usufruí-lo da maneira que ele achar mais conveniente.

Assim, nenhum colaborador sairá prejudicado, uma vez que, mesmo com usos diferentes, todos recebem a mesma quantia.

Alinhe propósitos

Benefícios flexíveis oferecem muitos diferenciais para a empresa e para a satisfação de colaboradores. Por essa razão, é importante que a sua implantação seja anunciada para toda a organização, de forma que haja alinhamento de propósitos. Dependendo de qual for a solução escolhida, é interessante ainda que explique como é o funcionamento, quais são os cuidados que as pessoas devem tomar com o seu uso e os principais aspectos a serem considerados no momento de usufruir desse diferencial.

Tenha um canal aberto para dúvidas. Especialmente para empresas que utilizavam as formas tradicionais de benefícios, é normal que as pessoas façam alguns questionamentos ou tenham incertezas nesse período inicial.

Utilize os benefícios flexíveis para atrair e reter talentos

Entre os principais diferenciais de contar com os benefícios flexíveis, destacamos especialmente:

  • aumento da motivação e do engajamento de colaboradores;
  • possibilidade de personalizar os benefícios de acordo com a adesão das pessoas da empresa, de modo que as pessoas estejam satisfeitas com essa política;
  • redução de custos com benefícios que tenham baixa procura, entre outros.

Além disso, um dos pontos de destaque está relacionado à atração e retenção de talentos. Porém, para que esse diferencial seja usufruído com ainda mais efetividade, o ideal é que a empresa utilize desse ganho para proporcionar interesse de potenciais candidatos. Sendo assim, não deixe de divulgar esse tópico no anúncio de suas vagas e alinhe com a equipe de recrutamento e seleção para sempre reforçar essa questão durante as entrevistas.

No que diz respeito à retenção de talentos, oferecer benefícios flexíveis por si só já é um bom diferencial. Para se ter uma ideia, de acordo com um estudo conduzido pela Gallup, apenas 27% dos colaboradores em todo o mundo são ativamente engajados.

15% deles, inclusive, são ativamente desengajados. Isto é, desestimulam seus colegas a exercerem as atividades. Se eles estiverem motivados com a política implementada, certamente esse quadro será diferente em seu negócio, de modo que haja um baixo índice de turnover.

Neste conteúdo, você pôde conferir algumas das principais dicas para a implantação de benefícios flexíveis. Por fim, é essencial mensurar resultados e identificar como essa estratégia tem impactado positivamente o seu negócio. Além disso, contar com uma empresa que tenha tradição no mercado como parceira será um diferencial, uma vez que conhecerá todas as etapas necessárias para essa implantação.

Se você ficou interessado em uma solução como essa, entre em contato com a gente, converse com nossos profissionais e tire suas dúvidas sobre o tema!