O uso de benefícios promove uma série de vantagens tanto às empresas quanto aos colaboradores, como o aumento da atração e retenção de talentos e uma maior motivação das equipes.

Na prática, existem diferentes tipos de benefícios, como o vale-refeição, o plano de saúde, o auxílio-creche, o vale-alimentação e outros. Contudo, é preciso oferecê-los estrategicamente, de modo que gerem mais satisfação aos funcionários e ganhos superiores à empresa.

Por isso, nos tópicos seguintes, vou apresentar 4 dicas sobre como oferecer um novo benefício aos seus funcionários, incluindo os principais pontos que você deve analisar nesse processo. Portanto, continue com a sua leitura!

1. Conheça profundamente seu perfil de talentos

Se a ideia é adotar um novo benefício (ou até mesmo criar uma cesta de benefícios), é crucial olhar para seus funcionários. Você deve conhecê-los muito bem e entender seu perfil e prioridades; do contrário, você poderá selecionar benefícios pouco úteis.

Imagine, por exemplo, que seu time é composto por profissionais recém-formados. São jovens, solteiros e sem filhos. Nesse contexto, o auxílio-creche parece fazer pouco sentido, mas um cartão alimentação pode ser perfeito. Por isso, comece olhando para seu público.

2. Tenha cuidado com o aspecto financeiro da empresa

Novos benefícios não são gratuitos, afinal eles representam um custo adicional à empresa e, portanto, devem ser bem planejados. Por esse motivo, é importante que o RH calcule quanto o novo benefício vai custar, qual o orçamento disponível e qual o retorno financeiro esperado.

O lado positivo é que benefícios bem pensados podem gerar um elevado retorno sobre o investimento. Como eles promovem mais satisfação, engajamento e retenção dos talentos, também contribuem para o alcance de melhores resultados comerciais e financeiros.

3. Conte com a ajuda da tecnologia

Na hora de adotar um novo benefício, o uso da tecnologia é essencial. Boas ferramentas facilitam a gestão dos benefícios, permitindo que a organização obtenha mais controle e melhores dados, além de gerarem mais comodidade aos usuários finais (os talentos).

Um bom exemplo de tecnologia são os cartões multibenefícios. Eles são administrados com facilidade pela empresa e utilizados com comodidade pelos colaboradores. Assim, reduzem o nível de burocracia, elevam a praticidade e melhoram os ganhos econômico-financeiros.

4. Utilize o benefício na tática de endomarketing

O endomarketing consiste no uso do marketing com foco no público interno, especialmente os funcionários. Essa estratégia aumenta a motivação dos profissionais e também gera mais fidelidade às equipes de trabalho. Por esse motivo, é importante associá-lo à gestão de benefícios.

Dessa forma, comunique com entusiasmo o novo benefício aos funcionários, diga que isso é parte de um movimento de valorização do trabalho e que sua empresa preza pela relação do tipo ganha-ganha.

Ao adotar em um novo benefício, é preciso pensar de maneira estratégica, analisar a relação custo-benefício e ainda contar com boas tecnologias. Assim, com boas práticas, além de aumentar a atração, retenção e motivação dos talentos, você conseguirá construir um negócio mais próspero, competitivo e rentável.

Gostou do artigo? Aproveite, então, para conhecer 4 tipos de cartão de benefícios para funcionários e quais suas respectivas vantagens. Vamos lá!