Os 3 Pilares da Gestão de Pessoas

Os 3 Pilares da Gestão de Pessoas

A gestão de pessoas é particular de cada empresa. Do mesmo jeito que cada colaborador tem a sua personalidade, cada empresa tem a sua cultura, que dita a forma como ela vai lidar com as pessoas. Porém, mesmo com cada relação colaborador x empresa sendo única, existem conceitos básicos que podem ajudar. Por exemplo, os 3 pilares da gestão de pessoas.

Redução de custos

A redução de custos é um objetivo constante para qualquer empresa. Mesmo que a saúde financeira esteja bem, reduzir custos permite investir para o crescimento do negócio. A gestão de pessoas pode contribuir ativamente para esse objetivo.

Historicamente, a ideia geral era simplesmente demitir funcionários para reduzir os custos. Porém, atualmente, é sabido que essa é uma forma extremamente ineficiente de lidar com o problema. Isso sobrecarrega os outros funcionários, atrapalhando a sua produtividade, que é o ponto-chave da redução de custos.

O conceito de homem/hora é quanto o funcionário custa pelo seu tempo de trabalho. Portanto, o ideal é tomar medidas para aumentar a produtividade, e fazer com que o investimento nele valha a pena.

Redução de riscos

Toda função envolve certo risco. Especialmente em uma empresa, pois quanto mais pessoas maior a possibilidade de erros. Portanto, um aspecto fundamental da gestão de pessoas é fazer a redução de riscos.

Colocar o funcionário na melhor posição para ter sucesso é uma forma de conquistar essa redução. Isso significa que ele precisa estar sempre bem treinado e com ciência de qual é a sua função. Precisa estar motivado para garantir que ele irá trabalhar com o máximo de afinco.

Atualmente, é sabido que o medo é um péssimo motivador e o reforço positivo traz resultados melhores para os funcionários, individualmente, além de criar um ambiente de trabalho coletivo mais positivo. Oferecer melhores benefícios também é uma excelente forma de motivar e deixar o colaborador mais feliz.

Aumento de receita

Por fim, o terceiro pilar é aquilo que toda empresa busca constantemente: o aumento da receita.

A gestão de pessoas tem um processo fundamental nisso, pois os funcionários são o seu maior recurso. São eles que fazem o trabalho e, assim como na redução de riscos, precisam estar em posição para ter os melhores resultados.

Uma pesquisa da Workfront, uma empresa americana de software, revela que apenas 39% do tempo do expediente é gasto trabalhando. Esse número é bem baixo e um pouco assustador. Mas, como corrigir esse problema?

Primeiro, é preciso reconhecer a sua origem. E é aí que entra o grande papel da gestão de pessoas no aumento da produtividade. É preciso conhecer os funcionários, para entender o que os limita. Pode ser uma questão de motivação, ou até mesmo algo mais bobo, como a falta de equipamentos adequados para o trabalho.

De qualquer forma, a gestão de pessoas dá os insumos para encontrar possíveis gargalos na produtividade, e para trabalhar em conjunto com os funcionários para eliminá-los.

E é assim que os 3 pilares da gestão de pessoas trabalham em conjunto para trazer melhores resultados para a sua empresa.